23 de novembro de 2016

Evento debate a interação entre setor público e startups para a mobilidade urbana

15042075_1789633071293628_8263704935425641111_o

Encontro também vai mostrar a experiência do MobiLab em São Paulo

O papel do setor público para fomentar a inovação na política de mobilidade urbana é o tema de um encontro na próxima quinta-feira (24), a partir das 14h, no MobiLab. O evento também marcará o encerramento da 1ª edição do Residência MobiLab, com a participação nos painéis de discussão das oito startups que estiveram no projeto.

No encontro, serão discutidas as novas formas de interação entre os setores público e privado para a produção de soluções inovadoras em mobilidade. Entre os palestrantes, participarão Ciro Biderman, Diretor de Inovação da Prefeitura de São Paulo e Coordenador do MobiLab, e Luciano Driemeier, gerente de Estratégia de Produto América do Sul da Ford.

Além disso, também será contada a própria experiência do MobiLab, que atua na aproximação da gestão municipal com startups, fortalecendo as premissas de abrir dados, trocar conhecimento, desenvolver em código aberto e em software livre. Esse modelo tem ajudado na obtenção de melhores instrumentos e serviços de mobilidade para os cidadãos, além de proporcionar transparência e economia ao setor público por meio de soluções inovadoras.

 

Veja a seguir a programação completa do evento:

 

Evento: Soluções inovadoras para mobilidade urbana: a interação entre setor público e startups

Local: MobiLab (Rua Boa Vista, 136 – mezanino, Centro – São Paulo)

Horário: 14h às 18h

Evento gratuito

Mais informações: evento no facebook

convite

Programação:

(14h-14h20) ABERTURA – Transformando o governo em uma startup: novas formas de contratualização entre público e privado.

Ciro Biderman (Diretor de Inovações da SP Negócios e Coordenador do MobiLab)

(14h20-14h40) Convidado especial – Luciano Driemeier (Gerente de Estratégia de Produto América do Sul da FORD)

A evolução tecnológica e as novas tendências de mobilidade

 

(14h40-15h30) PAINEL 1: A experiência da aproximação das startups com a gestão pública

– Luciano Mota – Startup Parknet

– Luiz Renato Mattos – Startup OnBoard Mobility

– Marcio Cabral – Startup Scipopulis – Desenvolvimento e Análise de Dados

– Zero (José Roberto Carvalho) – Analista de Tecnologia de Informação da CET

– Isabel Bichucher Opice – Assessora na Subsecretaria de Parcerias e Inovações da Secretaria de Governo

– Daniela Swiatek – Coordenação Executiva do MobiLab (mediadora)

 

(15h30-15h50) – Intervalo

 

(15h50-16h40) PAINEL 2: Como a tecnologia em logística pode impulsionar micro e pequenos negócios

– Guilherme Mussnich Schmidt – Startup Logbee

– Telmo Teramoto – Startup Kolektiva

– Vitor Muramatsu – Vice-Presidente da Pedivela

– Antonio Ravioli – Assessor de Diretoria da SP Negócios

– Guilherme Ralish – SebraeSP (mediador)

 

(16h40-17h10) EXPOSIÇÃO DE PROJETOS

– Somos 6% mas não somos meia dúzia – Maíra Broetto

– Todos Ganham – Rogerio Venturineli

– Abraterua – Nathalia Watanabe

– Empatraffic – Gabriel Marques, Victor Terramoto e Vitor Muramatsu
(17h10-18h00) PAINEL 3 – Mobilidade ativa: tendências e importância

– Flavio Briz – Startup Beeline

– Nathalia Watanabe – Startup Woole

– Luigi Godoy – Startup MubMaps

– Suzana Nogueira – Coordenadora de Planejamento Cicloviário da CET

– Ana Carolina Nunes – Integrante do coletivo SampaPé!

– Luis Claudio Pereira – Sebrae SP (mediador)

 

Sobre os projetos:

Abraterua – Nathalia Watanabe.

Procuramos uma forma de obter mais empatia dos motoristas pelos com uma demonstração prática de que as bicicletas não atrapalham o tráfego, pelo contrário, ajudam na fluidez do trânsito por ocuparem muito menos espaço nas vias. Para isso, criamos uma ação em que circulamos com estruturas de PVC fixadas às bikes, fazendo com que elas ocupem o mesmo espaço de um carro. Depois essas estruturas são retiradas, demonstrando imediatamente o benefício à circulação dos veículos. As estruturas, depois de removidas, servem ainda como parklets portáteis, reforçando a ideia de que o espaço do automóvel pode ser aproveitado de formas mais benéficas para a cidade.

Somos 6%, mas não somos meia dúzia – Maíra Broetto

Com o objetivo de dar visibilidade às mulheres ciclistas e inspirar outras mulheres a pedalar, a campanha “Somos 6%, não somos meia dúzia” compartilha as histórias de quem forma este percentual. A campanha foi hospedada em um site próprio e divulgada no Facebook, no Instagram e no Twitter. Usando estas plataformas, desenvolveu-se um conjunto de ações complementares para estimular a colaboração entre as mulheres e apoiar as iniciantes na superação de seus medos e dificuldades, incluindo a “Bicicletada Somos 6%” e a “6a de bike”, como um dia fixo de mobilização.

Todos Ganham – Rogerio Venturineli

Projeto de campanha de comunicação que se baseia em não-ciclistas.

Empatraffic – Gabriel Marques / Victor Terramoto / Vitor Muramatsu

Com o objetivo de aumentar o respeito, melhorar a convivência entre os diferentes atores que compõem o trânsito de São Paulo e, com isso, ajudarmos a diminuir o numero de acidentes, desenvolvemos a abordagem do Projeto Empatraffic. Um conjunto de iniciativas/ações que visam chamar a atenção e estimular pedestres, ciclistas e motoristas a pensar no trânsito sob a perspectiva da empatia, do exercício de se colocar no lugar do outro para melhor entender a interdependência que esses atores têm na melhoria da qualidade de vida nos grandes centros. São iniciativas que podem ser implementadas por pessoas físicas ou escolas ou pelo setor público em parecerias com empresas.

 

TERMOS DE AUTORIZAÇÃO DE USO DE IMAGEM E VOZ

Ao participar do evento, você autoriza o uso de sua imagem e voz em todo e qualquer material entre imagens de vídeo, fotos e documentos, captados neste evento a ser realizado no dia 24 de novembro de 2016, pelo MobiLab. A presente autorização é concedida a título gratuito e por prazo indeterminado, abrangendo o uso da imagem acima mencionada em todo território nacional e no exterior, nas formas usuais de exposição em relações corporativas (apresentações, palestras, etc) e em mídias, tais como folhetos em geral, home page, cartazes e mídia eletrônica (painéis, vídeos, televisão, cinema, mídias sociais, internet, etc).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *