MobiLab premia startups inovadoras de mobilidade urbana

O evento de inovação em mobilidade mais esperado do ano – Demo Day MobiLab – destacou soluções das startups Scipopulis (vencedora) e Woole (destaque), ganhadoras de viagens à China e São Francisco, respectivamente. O Demo Day teve apoio da 99, Airbnb e Serasa Experian.

Na última sexta (4/8) promovemos a apresentação das startups de programa Residência MobiLab a investidores, aceleradoras e agentes do ecossistema de inovação. O evento recebeu cerca de 160 participantes presenciais e mais de 3 mil pessoas puderam acompanhar tudo pela página do facebook do MobiLab.

Acesse todas as fotos do Demo Day MobiLab aqui.

Participaram do Demo Day MobiLab as startups ClickFretado, Logbee, SafeTruck, Scipopulis e Woole, que utilizaram o apoio técnico da Prefeitura de São Paulo, o espaço de coworking e mentorias do MobiLab para o desenvolvimento de suas soluções em mobilidade urbana.

A Scipopulis, focada em cidades inteligentes, foi a grande vencedora e recebeu uma viagem a China, que inclui visita técnica à startup de mobilidade Didi Chuxing e participação no Fórum Brasil-China Challenge, que acontece no início de setembro. O prêmio foi oferecido pela 99. Além de levar um maravilhoso trófeu feito pelo Fab Lab Livre SP, em impressora 3D e a laser.

Ciro Biderman (Fundador do MobiLab) e Roberto Speicys (Scipopulis). Foto: Kamila Camilo

O primeiro lugar da Scipopulis também contempla um mês de residência para até 4 pessoas oferecido pela Serasa Experian, em seu DataLab, quando terá a oportunidade de ter acesso, por exemplo, a mais de 20 mil dados diversos que podem ser usados no aperfeiçoamento de seus projetos.

O prêmio Startup Destaque ficou com a Woole, aplicativo cujo propósito é facilitar o uso de bicicleta como meio de transporte na cidade. O app conta com um sistema de navegação para ciclistas com opções de rotas rápidas, seguras, ou planas além de bicicletários e oficinas. Como premiação, uma viagem patrocinada pela Airbnb a São Francisco (EUA) para participar da Conferência TechCrunch, considerado o maior evento de startups do mundo.

André Arcas (Woole) Foto: Kamila Camilo

“Os finalistas honraram esse espaço, apresentaram soluções que já têm contribuído para a melhoria da mobilidade urbana. Dinâmicas como esta estimulam a visão arrojada para inovar em escala na cidade”, destaca o secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, presente no evento.

04a

Aline Cardoso (secretária de Trabalho e Empreendedorismo); Daniel Annenberg (secretário de Inovação e Tecnologia); e Sérgio Avelleda (secretário de Mobilidade e Transportes).

Para Daniel Annenberg, secretário de Inovação e Tecnologia, o Demo Day MobiLab vai ao encontro da filosofia da nova gestão, que é inserir São Paulo entre os dez principais hubs de startups do mundo. “Eventos como o Demo Day permitem a inserção da Prefeitura neste ecossistema e fazem com que a sociedade inove e renove sua relação com a cidade”.

[FOTO DANIEL]

Sobre as soluções apresentadas

Logbee: plataforma de logística urbana, focada em entregas na grande São Paulo

SafeTruck: sistema de prevenção de acidentes viários que auxilia o motorista durante a condução, reduzindo a possibilidade de acidentes

Scipopulis: desenvolvimento de algoritmos e ferramentas de visualização de dados para ajudar cidadãos, gestores e operadores de transporte público

Woole: aplicativo colaborativo para ciclistas que calcula rotas personalizadas e mapeia locais de interesse

ClickFretado: plataforma online que centraliza todas as excursões em uma única página de busca para facilitar a organização de vans e ônibus fretados para eventos.

05

 

Demo Day MobiLab, o evento de inovação em mobilidade mais esperado do ano

Evento divulgará as soluções desenvolvidas pelas startups do programa de Residência MobiLab

A Prefeitura de São Paulo, por meio das Secretarias de Mobilidade e Transportes e de Inovação e Tecnologia promove no dia 04 de agosto, das 9 às 12h, o Demo Day MobiLab.

O evento, organizado pelo MobiLab (Laboratório de Mobilidade Urbana), apresenta as melhores startups do Programa Residência MobiLab, selecionadas dentre as participantes do programa criado em julho de 2016 para fomentar startups que desenvolvem soluções inovadoras de mobilidade.

Para a 1a edição do Demo Day, o MobiLab selecionou as 5 startups que melhor avançaram com seus produtos e modelos de negócios, são elas: ClickFretadoLogbeeSafe TruckScipopulis e Woole.

O MobiLab, Laboratório de Mobilidade Urbana, é uma criação da Prefeitura de São Paulo para introduzir inovação e prover soluções ágeis, baratas e criativas para os problemas de mobilidade da cidade, por meio de startups e usando dados abertos.

O MobiLab é o primeiro espaço de coworking público do país, onde promove a interação entre técnicos da administração pública, terceiro setor, startups e universidades, formando um ecossistema que integra e compartilha conhecimentos e experiências de diferentes organizações, com a finalidade de desenvolver soluções inovadoras de mobilidade.


Saiba mais sobre as startups finalistas aqui:

DemoDay_startups_finalistas_con

 

MobiLab, Laboratório de Mobilidade Urbana da Prefeitura de São Paulo, será destaque da Campus Party 2017

Objetivo é mostrar como a agilidade e criatividade das startups podem modernizar a gestão da mobilidade urbana

Criado para introduzir inovação e mudar o relacionamento do governo com tecnologia, o MobiLab, Laboratório de Mobilidade Urbana da Prefeitura de São Paulo, será um dos grandes destaques da Campus Party Brasil 2017, o maior evento de tecnologia, inovação e empreendedorismo do país.

A apresentação com o tema “Transformando o governo em uma startup: a experiência do MobiLab da Prefeitura de São Paulo”, vai acontecer no sábado, dia 4 de fevereiro, e será dividida em duas partes: Na primeira, das 14h15 às 15h20, a secretária executiva do MobiLab, Daniela Swiatek, vai  contar como é possível trazer agilidade e criatividade das startups para modernizar a gestão da mobilidade urbana.

Como exemplo, serão apresentados dois projetos voltados para a melhoria da gestão pública, desenvolvidos por startups contratadas pela Prefeitura. O da Raro Labs é um sistema para a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) operar remotamente todos os controladores semafóricos de tempo fixo da cidade, enquanto o da Made in Web foca na automatização da área operação da SPTrans, empresa que administra as linhas de ônibus em São Paulo.

Já na segunda parte, das 15h20 às 16h45, serão apresentadas soluções para a melhoria da mobilidade dos cidadãos criadas por startups participantes do programa Residência MobiLab.

Nesses casos, não há financiamento público, apenas o apoio da Prefeitura para o desenvolvimento dos projetos, que abrangem prevenção de acidentes, fretamento de ônibus, pagamento de transporte público e aplicativos para ciclistas, até manutenção automotiva e inteligência artificial para encontrar vagas em estacionamentos.

“Trata-se de uma saída ao consumo passivo de tecnologia e uma maneira de introduzir a criatividade, customização e agilidade de empresas startups no setor público”, afirma Daniela Swiatek.

A Campus Party Brasil 2017 conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação e da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo e será realizada no Pavilhão de Exposições Anhembi São Paulo de 31 de janeiro a 5 de fevereiro. Na edição do ano passado, o evento contou com mais de 82 mil visitantes e oito mil campuseiros vindos de 24 estados brasileiros.

 

SERVIÇO

Evento: Transformando o governo em uma startup: a experiência do MobiLab da Prefeitura de São Paulo

Data: Sábado, dia 4 de fevereiro de 2017

Horário: 14h15

Local: Campus Party 2017 – Pavilhão de Exposições Anhembi – Avenida Olavo Fontoura, 1209, São Paulo, SP

Eventos do MobiLab receberam mais de 2600 participantes em 2016

Realizamos 59 eventos desde a transformação do espaço no final de 2015. 

O MobiLab foi criado em março de 2014, entretanto apenas começou a abrigar eventos, após a requalificação do espaço, realizada em setembro e outubro de 2015.

De lá pra cá aconteceram 59 eventos, sendo 34 deles organizados pelo MobiLab e o restante organizado por 22 instituições parceiras – públicas, privadas e do terceiro setor. Do total, 36 eventos foram abertos ao público externo. Nossa audiência ultrapassou 2.600 participantes, de diferentes perfis: integrantes da sociedade civil, de startups, da administração pública, estudantes, entre outros.

photofamilia_13

Os eventos realizados por outras instituições são sempre relacionados a temas que dialogam com os produtos das startups, ou com aspectos da gestão pública. Alguns dos temas ja tratados foram: mobilidade ativa, segurança viária, mulheres na tecnologia, empreendedorismo, inovação e tecnologia, governo aberto, dados abertos, transporte público, regulação de serviços públicos, entre outros.

Quer participar ou organizar um evento em nosso espaço? Saiba como clicando aqui.

Quadro resumo:

Mês/ano Eventos Total de participantes
Abertos Fechados Total Organizados pelo MobiLab
nov/15 1 1 1 20
dez/15 1 1 1 30
jan/16
fev/16 3 1 4 2 180
mar/16 2 1 3 1 134
abr/16 3 3 2 125
mai/16 4 4 8 4 545
jun/16 1 1 1 80
jul/16 4 4 8 5 410
ago/16 6 6 5 291
set/16 2 3 5 2 155
out/16 3 5 8 4 300
nov/16 4 1 5 1 260
dez/16 5 1 6 5 159
Total 36 23 59 34 2689

Evento atraiu startups que desejam se candidatar ao PIPE (Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas)

Evento aberto ao público que ocorreu no último dia 15 de dezembro atraiu startups que desejam receber investimento do PIPE-FAPESP.

Neste evento realizado por vídeoconferência, Fabio Kon, Coordenador Adjunto de Pesquisa para Inovação (FAPESP), fez um bate-papo com as startups interessadas em apresentar projetos ao Programa FAPESP Pequisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). Foi uma oportunidade para que elas pudessem esclarecer dúvidas antes do encerramento do prazo do 1º Ciclo de Análise de Propostas do Programa para 2017, dia 30 de janeiro de 2017.

O PIPE apoia a execução de pesquisa científica e/ou tecnológica em pequenas empresas, com até 250 empregados, sediadas no Estado de São Paulo. Os projetos deverão ser desenvolvidos por pesquisadores com vínculo empregatício com a empresa ou a elas associados para sua realização.

IMG_8925

Foto: Sidnei Santos

Saiba mais sobre o PIPE aqui.

As propostas podem ser desenvolvidas em duas etapas. A Fase 1, de demonstração da viabilidade tecnológica do produto ou processo, tem duração máxima de 9 meses e recursos de até R$ 200 mil. A Fase 2, de desenvolvimento do produto ou processo inovador, tem duração máxima de 24 meses e recursos de até R$ 1 milhão.

Confira a apresentação aqui

Conheça aqui mais sobre as startups residentes do MobiLab.